HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Tereos inicia safra 21/22 de cana em meio impactos da seca em todo o Centro-Sul

Publicado em 12/05/2021 16:23 e atualizado em 12/05/2021 21:56 1072 exibições
Everton Carpanezi - Superintendente de Operações Agroindustriais da Tereos
Grupo francês conta com sete unidades de produção no estado de São Paulo e uma estimativa de moagem de cerca de 20 milhões de t de cana-de-açúcar

Podcast

Entrevista com Everton Carpanezi sobre Tereos inicia safra de cana-de-açúcar 2021/22

Download
 

LOGO nalogo

A moagem de cana-de-açúcar do grupo Tereos na safra 2021/22 está estimada em cerca de 20 milhões de toneladas em suas sete unidades industriais no Noroeste do estado de São Paulo, com um mix para a produção de açúcar em cerca de 65%. Um dos maiores produtores de açúcar do mundo, a Tereos vê os impactos da seca na nova temporada.

"Como todo o Centro-Sul, sofremos muito com a seca. O segundo semestre de 2020 foi bem seco e as chuvas na sequência permaneceram abaixo da média durante o verão de 2021, sendo esse um padrão climático que retarda o desenvolvimento da cana", afirma Everton Carpanezi, superintendente de operações agroindustriais da Tereos.

O grupo francês ainda quantifica com profissionais em campo, junto com inteligência analítica, a dimensão do impacto climático nos últimos meses no processamento da nova temporada. Os trabalhos de moagem da safra de cana nas unidades da Tereos tiveram início na primeira quinzena de abril e devem seguir pelo menos até o final do ano.

Conhecida por ter o segundo melhor ATR do setor, neste ano, a expectativa da Tereos é ter um ATR (Açúcares Totais Recuperáveis) de 141,5 kg por tonelada.

Apesar do cenário de seca, Carpanezi destaca que há algumas diferenças na safra das sete unidades produtoras no estado de São Paulo. “A gente vê sim uma situação diferente e estamos acompanhando as duas pontas produtoras. Uma região tem uma situação melhor, por conta até de solo, e uma outra tem uma situação não tão boa quanto”, explica.

“A sinergia entre essas unidades e as operações agrícolas são importantes. Nesse ponto, usamos tecnologia, temos torre de controle, onde há um monitoramento 24 horas de todas as operações agrícolas e a gente consegue otimizar e buscar a entrega de cana no melhor local possível para processamento”, ressalta Carpanezi.

 

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário