HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Cana colhida no final de safra pode ter melhor produtividade, estima TempoCampo

Publicado em 20/04/2021 11:48 e atualizado em 20/04/2021 13:13 769 exibições
Fábio Marin - Prof. da Esalq e Coordenador do Sistema Tempocampo
Produtores têm postergado colheita em busca de melhores resultados nos próximos meses, após clima irregular ao longos dos últimos meses

Podcast

Entrevista com Fábio Marin - Prof. da Esalq e Coordenador do Sistema Tempocampo sobre o Clima para a Safra de Cana-de-Açúcar

Download
 

LOGO nalogo

​A moagem de cana-de-açúcar da safra 2021/22 do Centro-Sul do Brasil já começou em unidades produtoras da região, mas algumas unidades têm postergado o início dos trabalhos na espera de um melhor desenvolvimento das lavouras diante de um cenário climático adverso ao longo dos últimos meses com impactos nas lavouras.

"A safra passada foi marcada por uma grande seca, iniciada em meados de março e que se estendeu até o final de outubro. Isso aconteceu praticamente em todo o Centro-Sul do Brasil e prejudicou o desenvolvimento dos canaviais", disse em entrevista ao Notícias Agrícolas Fábio Marin, professor da Esalq/USP e coordenador do TempoCampo.

A nova temporada tende a ter uma produção menor do que a última justamente por conta desses impactos climáticos. "Algumas usinas estão atrasando o início da safra porque a gente tem os canaviais atrasados no campo. Eles não encontraram água suficiente que permitisse ter um crescimento e chegar na colheita em porte razoável", explica.

Em um cenário intermediário, conforme o Coeficiente de Produtividade Climática (CPC) do TempoCampo, que engloba previsões de chuva, temperatura, radiação e aspectos climáticos da cana, a safra 2021/22 tem condição bastante irregular no Brasil em termos de produtividade, mas aponta uma safra predominantemente pior do que a última.

As perdas em importantes regiões produtoras de São Paulo, como a região Oeste, aparecem até nos cenários mais otimistas e pessimistas apontados pelo CPC.

Veja o mapa intermediário do Coeficiente de Produtividade Climática do TempoCampo para áreas de cana do Centro-Sul do Brasil:

Mapa intermediário do Coeficiente de Produtividade Climática do TempoCampo para áreas de cana do Centro-Sul do Brasil - Fonte: TempoCampo
Fonte: TempoCampo

Já é consenso que o início da nova safra de cana deve ser marcado por produtividade abaixo da média no Centro-Sul, segundo Marin, mas pode ter um ATR até acima da média, mas ainda longe de 2020. Já as lavouras de final de safra podem ter uma condição melhor do que se imaginava diante de chuvas registradas nos últimos dias e se isso seguir ao longo da safra. “Se as chuvas nos próximos meses vierem um pouco acima da média a gente pode ter um final de safra muito melhor do que no ano passado”, diz Marin.

Com relação às temperaturas, a climatologia não mostra anormalidades neste ano de 2021 nas áreas de cana-de-açúcar, como por exemplo, o risco de geadas nas lavouras. No entanto, as condições do tempo devem ser sempre acompanhadas pelos produtores, alerta Marin.

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário