HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Colheita da soja atinge 80% em Carazinho/RS com queda de produtividade em função do mofo branco

Publicado em 12/04/2021 10:09 e atualizado em 12/04/2021 10:48 1144 exibições
Paulo Vargas - Vice-Presidente do Sindicato Rural de Carazinho/RS
Pressão da doença foi alta na região e reduziu para 60 sacas por hectare a produtividade média que tinha potencial de chegar em 80 sacas. Produtores já estão se preparando para safra de inverno com insumos comprados e intenção de ampliar investimentos no trigo

Podcast

Colheita da soja atinge 80% em Carazinho/RS com queda de produtividade em função do mofo branco

Download

LOGO nalogo

Os produtores de Carazinho no Rio Grande do Sul já colheram 80% da safra de soja 2020/21 e, após atraso no plantio e falta de chuvas no começo do ciclo, os resultados não são tão bons quanto os esperados, mas ainda sim constituem uma boa safra.

O vice-presidente do Sindicato Rural de Carazinho/RS, Paulo Vargas, relata que a região enfrentou muitos problemas com o mofo branco, que reduziu a produtividade em muitas localidades do município. Assim, a produtividade de 60 sacas por hectare deve empatar com a da safra passada, que sofreu muito com a estiagem, mas o potencial seria de 80 sacas.

A liderança destaca que agora, os produtores estão correndo para encerrar as atividades de colheita antes que a chuva prevista para esta semana chegue e paralise as atividades.

Por outro lado, o cenário mercadológico é bastante favorável aos produtores que, após venderem antecipadamente no ano passado com preços entre R$ 80,00 e R$ 100,00, agora negociam nas cooperativas ao redor dos R$ 164,00 a saca.

Porém, Vargas ressalta que os custos de produção para a próxima safra 2021/22 também cresceram e os produtores vão precisar se planejar bem para conseguirem bons negócios.

Confira a entrevista completa com o vice-presidente do Sindicato Rural de Carazinho/RS no vídeo.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário