Publicidade
HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Cigarrinha do milho pode se deslocar até 20 km e demanda ações conjuntas da região

Publicado em 26/07/2021 10:21 e atualizado em 26/07/2021 11:44 1296 exibições
Lucia Vivan - Entomologista da Fundação MT
Entemologista da Fundação MT destaca que não é possível manter uma lavoura saúdavel se o vizinho também não fizer a sua parte

Podcast

Cigarrinha do milho pode se deslocar até 20km e demanda ações conjuntas da região

Logotipo Notícias Agrícolas 

A pressão das cigarrinhas do milho cresceu muito nos últimos anos, especialmente no Mato Grosso, estado que não apresentava ação significativa da praga em anos anteriores, mas passou a ter grandes perdas na última safra.

Segundo a entomologista da Fundação MT, Lúcia Vivan, é importante que o produtor siga uma série de etapas visando prevenir e combater o avanço das cigarrinhas na região, trabalho esse que começa desde a colheita da safra anterior para evitar a permanência de plantas tiguera.

Publicidade

Além disso, escolha de híbridos mais resistentes, menor janela de plantio, monitoramento frequente das lavouras e aplicações de defensivos corretamente são os aliados dos produtores nessa luta.

Porém, mesmo fazendo todas as etapas de cuidado corretamente, é preciso um esforço conjunto da região. Vivan destaca que estudos científicos mostram que a cigarrinha percorre cerca de 20 km, o que aumenta a necessidade de ações integradas em várias propriedades.

Confira a íntegra da entrevista com a entomologista da Fundação MT no vídeo.
 

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário