Oferta menor e demanda enfraquecida podem mudar preços do leite em abril

Publicado em 26/04/2021 10:34 e atualizado em 26/04/2021 14:37 2282 exibições
Natália Grigol - Pesquisadora do Cepea
De acordo com especialista, mesmo com o pagamento da nova rodada do Auxílio Emergencial a ponta consumidora ainda não tem a força para puxar os preços para cima

Podcast

Entrevista com Natália Grigol - Pesquisadora do Cepea sobre o Mercado do Leite

Download

LOGO nalogo

Apesar de ainda não ter terminado, o mês de abril pode trazer alta no preço do leite pago ao produtor, segundo a pesquisador do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), Natália Grigol. De acordo com ela, em uma prévia do mês, na média Brasil espera-se alta de 2,5% a 3% treferente ao leite captado em março, o que pode acrescer em R$ 0,05 o litro do produto. 

O aumento, coinforme explica a pesquisadora, tem como peso maior a redução na oferta de leite, já que o período de entressafra vem ganhando força e a alta nos custos de produção, uma vez que, com pastagens menos vigorosas, o produtor de leite precisa suplementar a alimentação dos animais com ração. 

'Neste contexto, a demanda na ponta consumidora tem peso menor na composição do preço. O consumo segue enfraquecido, mesmo com o pagamento da nova rodada do Auxílio Emergencial. Este valor ainda ´re insuficiente para segurar uma alta nos preços do leite, mesmo sendo um produto básico na mesa do brasileiro", disse. 

A pesquisadora explica ainda que há uma dificuldade na negociação entre a indústria, que também está com margens apertadas, e os canais distribuidores, principalmente para o leite UHT. "Os supermercados geralmente usam os leites em promoção poara atrair clientes, e ficam nesta queda de braço com a indústria para tentar preços mais baixos", afirma. 

No caso do leite em pó, Natália conta que a elasticidade par a absorção dos preços é maior devido ao comportamento da população descapitalizada, que opta pelo priduto pela possibilidade de diluição. 

 

Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário