Novembro interrompe curva de alta nos preços pagos ao produtor de leite, segundo Scot

Publicado em 02/12/2020 09:52 e atualizado em 02/12/2020 11:13 1289 exibições
Rafael Ribeiro de Lima - Zootecnista - Scot Consultoria
Apesar da queda no comparativo entre novembro e outubro, na relação entre novembro/20 com novembro/19, houve alta de quase 51%

Podcast

Entrevista com Rafael Ribeiro de Lima - Zootecnista - Scot Consultoria sobre o Mercado do Leite

Download

LOGO nalogo

Após cinco meses consecutivos de alta nos preços do leite pagos ao produtor, o pagamento de novembro teve queda. De acordo com o zootecnista da Scot Consultoria, Rafael Ribeiro de Lima, a média feita entre 18 Estados brasileiros referente ao leite captado em outubro resultou em R$ 1,95/litro, recuo de 5,3% no comparativo com o preço pago em outubro, referente à captação de setembro. 

Ainda segundo Lima, quando se compara o valor de novembro deste ano com o praticado no mesmo mês do ano passado, a leitura é diferente, apontando alta de 50,7%. 

"Um dos fatores que motivou essa queda no comparativo com outubro foi a melhora na produção nas bacias leiteiras do sudeste e do centro do país com a chegada de chuvas mais regulares, diferente do que tem ocorrido com a produção de leite no sul do Brasil, que sofre com a estiagem", disse.

Outro ponto ressaltado pelo especialista é a diminuição da demanda na ponta consumidora, mais descapitalizada, e a pressão do varejo sobre a indústria para reduzir os valores. 

A média da captação do leite registrada em novembro foi 1,4% maior do que o resultado de outubro, mas houve queda de 1,5% no comparativo com novembro/19. 

A perspectiva para o pagamento em dezembro para o leite captado em novembro é de estabilidade ou viés de queda, mas menos acentuada, já que as chuvas vêm chegando nas regiões produtoras. 

 

Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário