Café: Diante das incertezas com a oferta, produtor evita comercialização da safra atual e avança com vendas a partir da safra 22

Publicado em 01/02/2021 15:29 e atualizado em 01/02/2021 16:28 1518 exibições
Héberson Vilas Boas Sastre - Trader da Minasul
Minasul prevê quebra entre 30% e 35% para a safra de arábica em 2021; mercado deve testar novas resistências de alta daqui pra frente

Podcast

Entrevista com Héberson Vilas Boas Sastre - Trader da Minasul sobre o Mercado do café

Download

LOGO nalogo

Segundo dados da cooperativa Minasul, a safra 20 de café já está 85% comercializada. Segundo Héberson Vilas Boas Sastre, Trader da Minasul, o produtor aproveitou as altas dos preços  e fez bons negócios para a safra recém colhida do Brasil. Porém, falando na produção da safra 21, Héberson destaca que o produtor já comercializou cerca de 35% da safra, mas que diante das incertezas com a oferta tem optado em fechar negócios para entrega a partir de 2022 no mercado futuro.

Levando em consideração o ano de ciclo baixo e os problemas climáticos do ano passado, a cooperativa trabalha com uma projeção de quebra entre 30% e 35%. Em um cenário dentro da normalidade, a produção de arábica teria em torno de 15% de baixa em relação à safra de 2020. 

Nesta segunda-feira (1), a Bolsa de Nova York encerrou com valorização acima de 200 pontos para os principais contratos e, segundo o especialista, a alta ainda é reflexo dos problemas climáticos, além dos fundamentos técnicos que pressionam o mercado. Héberson destaca que para os próximos dias o mercado tende a tentar romper a casa dos 130 cents/lbp. "É um nível muito forte, o mercado vem tentando subir, mas sempre batemos no teto e caímos", afirma. 

Veja a entrevista completa no vídeo acima

 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário