USDA não deve trazer números que possam aliviar restrição de oferta de soja e milho, diz analista americano

Publicado em 11/05/2021 16:02 3071 exibições

LOGO nalogo

O boletim mensal de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) será divulgado nesta quarta-feira, 12 de maio, às 13h (horário de Brasília) e traz, além dos números atualizados da safra 2020/21, as primeiras projeções para a safra 2021/22 e o mercado espera por estes números com bastante ansiedade. 

"Em grande parte de um exercício de adivinhação, o relatório provavelmente não fará muito para aliviar as preocupações do mercado sobre a oferta restrita de milho e soja", acredita Todd Hultman, analista líder do portal DTN The Progressive Farmer.

Mesmo com uma safra regular, os estoques norte-americanos - que já são muito baixos nesta temporada e que poderiam passar por um novo corte nesta quarta - não devem registrar grandes mudanças no próximo ano comercial. 

ESTOQUES FINAIS EUA 2020/21

Os estoques finais de soja dos EUA da safra 2020/21 deverão ficar, de acordo com as expectativas do mercado, entre 2,86 e 3,54 milhões de toneladas, com média de 3,21 milhões de média das projeções. Há um mês, foram estimados em 3,27 milhões. 

Já os estoques de milho poderiam vir, na média das expectativas, em 32,61 milhões de toneladas, em um intervalo de 28,83 a 34,57 milhões de toneladas. O número do boletim anterior é de 34,34 milhões de toneladas. 

ESTOQUES FINAIS MUNDO 2020/21

Para os estoques finais de soja mundiais 2020/21 as projeções dos traders variam entre 84,6 e 90,1 milhões de toneladas, com média de 86,9 milhões, sendo este último número o mesmo do reporte de abril.

Sobre os estoques de milho, os números esperados oscilam entre 275 e 285,3 milhões de toneladas e a média esperadas para o cereal é de 279,4 milhões. No boletim anterior, o USDA estimou os estoques mundiais do grão em 283,9 milhões de toneladas. 

PRODUÇÃO AMÉRICA DO SUL

A produção de soja do Brasil é estimada entre 134,5 e 138 milhões de toneladas, com média esperada de 136,1 milhões de toneladas. Para a Argentina, se espera algo entre 44,5 e 48 milhões de toneladas e a média das expectativas é de 47,4 milhões. 

No caso do milho, a produção do milho deverá ser revisada para baixo, podendo ficar entre 100,3 e 106 milhões de toneladas, com média de 103,4 milhões  e contra os 109 milhões estimados em abril. A colheita de milho argentina deve ficar entre 46 e 50 milhões de toneladas, com média de 47,4 milhões e frente ao número de 47 milhões de abril. 

SAFRA 2021/22 
EUA

Produção - A produção de soja esperada pelo mercado nos EUA é de 120,86 milhões de toneladas na média das expectativas, que variam de 119,69 a 126,91 milhões de toneladas. Para o milho, o intervalo é de 357,88 a 384,2 milhões de toneladas, com média de 382,82 milhões. 

Estoques Finais - Assim, os estoques finais norte-americanos de soja da nova safra são esperados entre 2,99 e 5,44 milhões de toneladas, com a média das expectativas em 3,59 milhões. As projeções para o milho são de 27,94 a 41,20 milhões de toneladas, com média de 34,39 milhões de toneladas. 

ESTOQUES FINAIS MUNDO

Os estoques globais 2021/22 de soja são esperados para ficar entre 78,7 e 94 milhões de toneladas, com média de 88,8 milhões de toneladas. O intervalo esperado pelo milho é de 283,7 a 320 milhões de toneladas, com média de 284,1 milhões de toneladas. 

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário