USDA: Expectativas sinalizam para nova correção nos estoques finais de soja e milho dos EUA

Publicado em 08/03/2021 16:31 3401 exibições

LOGO nalogo

Nesta terça-feira, 9 de março, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) traz seu novo boletim mensal de oferta e demanda e um dos números mais esperados é o dos estoques finais norte-americanos de grãos. Com a demanda intensa pela e soja e pelo milho dos EUA, os programas de exportação de ambos já estão bastante adiantados e a expectativa do mercado é de que uma nova correção nos números seja apresentada no reporte deste mês. 

As estimativas para as safras da América do Sul também são esperadas com bastante ansiedade pelo mercado, segundo analistas e consultores  internacionais. Afinal, as adversidades climáticas seguem pressionando severamente as lavouras tanto em regiões importantes do Brasil, quanto da Argentina. 

ESTOQUES FINAIS DOS EUA

Para os estoques finais de soja dos EUA, as expectativas do mercado variam entre 2,99 e 3,4 milhões de toneladas, com média de 3,18 milhões. Há um mês, os estoques da oleaginosa foram estimados em 3,27 milhões de toneladas e, há um ano, 14,29 milhões. 

Os estoques finais norte-americanos de milho deverão ficar entre 33,07 e 39,65 milhões de toneladas, com média de 37,09 milhões de toneladas nas expectativas do mercado. No boletim de fevereiro, o número veio em 38,15 milhões de toneladas e os estoques finais da safra anterior foram de 48,75 milhões de toneladas. 

PRODUÇÃO AMÉRICA DO SUL

A safra de soja do Brasil carrega projeções do mercado que variam entre 132 e 134 milhões de toneladas, com média de 133,2 milhões. Há um mês, o número do USDA veio em 133 milhões de toneladas. Para a Argentina se espera algo entre 46 e 48 milhões, com média de 47,5 milhões de tonelada e contra os 48 milhões do mês passado. 

No caso do milho, as projeções para o milho variam entre 106 e 110 milhões de toneladas - entre verão e safrinha - com média de 108,4 milhões de toneladas. No reporte anterior, a safra nacional foi estimada em 109 milhões. A produção argentina do cereal deve ficar, segundo as expectativas, entre 46,5 e 48 milhões de toneladas, com média de 47,1 milhões. No boletim de fevereiro foram estimadas 47,5 milhões. 

ESTOQUES FINAIS GLOBAIS

Os estoques finais globais de soja são esperados entre 81,3 e 84,5 milhões de toneladas, com média de 82,7 milhões. No mês passado, o número foi de 83,4 milhões de toneladas. De milho, estoques que podem ficar entre 282 e 287 milhões de toneladas, com média de 285,3 milhões de toneladas e frente ao número de fevereiro de 286,5 milhões de toneladas. 

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário