Cotação do milho sobe na B3 com maio/21 perto dos R$ 103,00 e julho/21 buscando os R$ 93,00

Publicado em 13/04/2021 11:52 e atualizado em 13/04/2021 16:33 400 exibições
Chicago também sobe acompanhando plantio nos EUA

LOGO nalogo

Os preços futuros do milho permanecem subindo na Bolsa Brasileira (B3) nesta terça-feira (13). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 0,75% e 1,57% por volta das 11h49 (horário de Brasília).

O vencimento maio/21 era cotado à R$ 102,75 com ganho de 0,75%, o julho/21 valia R$ 98,57 com alta de 1,10%, o setembro/21 era negociado por R$ 92,85 com valorização de 1,53% e o novembro/21 tinha valor de R$ 93,65 com elevação de 1,57%.

De acordo com a SAFRAS & Mercado, o mercado brasileiro de milho deve manter um movimento calmo nos negócios, diante do quadro de oferta limitado no cenário doméstico.

“Ontem (12), o mercado brasileiro de milho teve um dia calmo na comercialização. As cotações seguiram sustentadas e com poucas alterações nas principais praças de negócios do Brasil. A oferta segue ajustada em relação à demanda”, diz a agência.

Mercado Externo

A terça-feira segue sendo altista também para os preços internacionais do milho futuro na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 6,25 e 11,75 pontos por volta das 11h35 (horário de Brasília).

O vencimento maio/21 era cotado à US$ 5,80 com valorização de 11,75 pontos, o julho/21 valia US$ 5,66 com alta de 10,25 pontos, o setembro/21 era negociado por US$ 5,15 com elevação de 7,25 pontos e o dezembro/21 tinha valor de US$ 5,02 com ganho de 6,25 pontos.

Segundo informações do site internacional Farm Futures, os futuros do milho responderam ao relatório de progresso da safra de ontem de forma um tanto otimista, já que os atrasos das chuvas no meio-oeste e a seca persistente nas planícies do norte impediram o progresso do plantio e aumentaram as preocupações sobre o potencial de rendimento.

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgou dados atualizados de progresso de safra na noite passada e está claro que o progresso do plantio está em pleno vigor. Mesmo com atrasos nas chuvas no final da semana em algumas partes do Meio-Oeste, os produtores fora dos sistemas de precipitação dobraram o ritmo de semeadura. A área plantada aumentou 2% em relação à semana anterior para 4% concluída em 11 de abril.                                                                 

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário