Milho: Média diária exportada em abril/21 é apenas metade da de abril/20, mas preço da tonelada disparou mais de 129%

Publicado em 12/04/2021 15:16 114 exibições
Brasil embarcou 179,5 toneladas de milho em cada um dos 6 dias úteis de abril até o momento, mas recebeu US$ 1.483,60 por cada uma delas

LOGO nalogo

O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços divulgou, por meio da Secretaria de Comércio Exterior, seu relatório semanal que aponta as exportações acumuladas de diversos produtos agrícolas até a segunda semana de abril.

Nestes 06 dias úteis do mês, o Brasil exportou 1.077,2 toneladas de milho não moído. Este volume representa redução de 457,9 toneladas com relação ao exportado na última semana de março (1.535,1) e é apenas 0,36%% do total contabilizado durante o último mês de março (294.489,1)

Até aqui, no quarto mês do ano, o país embarcou 16% de tudo o que foi registrado durante abril de 2020 (6.696,5).

Com isso, a média diária de embarques ficou em 179,5 toneladas, patamar 98,59% menor do que a média do mês passado (12.798,1 toneladas). Em comparação ao mesmo período do ano passado, a média de exportações diárias é 46,380% menor do que as 334,8 do mês de abril de 2020.

Em termos financeiros, o Brasil exportou um total de US$ 1.598,20 no período, contra US$ 4.334,20 de todo abril do ano passado. Já na média diária, o atual mês contabilizou aumento de 22,91% ficando com US$ 266,40 por dia útil contra US$ 216,70 em abril de 2020.

Já o preço por tonelada obtido também registrou elevação de 129,23% no período, saindo dos US$ 647,20 no ano passado para US$ 1.483,60 neste mês de abril.

“A concentração das atenções e dinâmicas do mercado seguem na soja. Comercialização e logística se voltaram mais para a oleaginosa. Assim, o milho manteve-se deixado em segundo plano pelos produtores”, afirma a consultoria SAFRAS & Mercado.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário