Sojicultores do Brasil já podem identificar seus níveis de digitalização por meio de plataforma gratuita

Publicado em 22/06/2021 11:29 1684 exibições
Projeto Aquarius lançou o primeiro Índice de Digitalização do Agro 4.0 na última terça-feira

Na noite de terça, 15 de junho, o Projeto Aquarius junto a seus parceiros (Stara, Cotrijal, Drakkar e OWS) e com o apoio da Associação Brasileira de Agricultura de Precisão (AsBraAP) e da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) realizou o lançamento do primeiro índice de digitalização do Agro 4.0, o Índice de Digitalização e Tecnologia - IDT, uma plataforma gratuita fruto do projeto premiado pela ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial), onde produtores de soja realizam um teste rápido e ao final recebem sua pontuação comparada com a média nacional, estadual e da região em que se encontram. Além disso, os produtores recebem uma bússola de orientações para direcionar e facilitar as tomadas de decisões referentes a adoção de tecnologias e ingresso no processo de transformação digital de suas fazendas.

O evento online foi mediado pelo presidente da AsBraAP Marcos Ferraz, e contou com a participação do coordenador do Projeto Aquarius Professor Dr. Telmo Amado e do CEO da Drakkar e coordenador do IDT junto a ABDI, Dr. Alan Acosta. Além disso, o evento trouxe palestras do pesquisador da Embrapa e membro da Câmara Agro 4.0 Édson Bolfe, e da jornalista e doutoranda da área de inovação, tecnologia e sustentabilidade Joana Colussi.

Abrindo o evento, Marcos Ferraz convidou o Professor Telmo Amado para trazer um histórico sobre os 21 anos do Projeto Aquarius, os avanços e os novos objetivos, apresentando ainda o novo site do Projeto, lançado no dia 04 de junho. Um portal muito mais moderno e interativo, que conta com um repositório de estudos relacionados às principais áreas de pesquisa e atuação do Projeto Aquarius, como a saúde do solo, condutividade elétrica e agricultura regenerativa.

Posteriormente, o Dr. Alan Acosta realizou o lançamento oficial do IDT, apresentando a funcionalidade e os benefícios da plataforma, bem como as orientações que o(a) produtor(a) pode receber a fim de auxiliar na melhoria da sua propriedade, como a bússola de digitalização, que apresenta o nível de conhecimento do(a) produtor(a) em diversos quesitos, como a conectividade. “O IDT está resolvendo alguns dos gargalos que a gente tem para uma maior adoção da agricultura de precisão digital no Brasil, principalmente no conhecimento das possibilidades, das oportunidades e onde melhorar”, comentou Marcos sobre a idealização da plataforma.

Após o lançamento, o palestrante Édson Bolfe trouxe à discussão a digitalização da agricultura brasileira, apresentando os desafios e oportunidades baseados em estudo realizado pela Embrapa no ano de 2020.

A segunda palestra da tarde ficou por conta da jornalista Joana Colussi, que abordou o tema de sua pesquisa: “A influência da comunicação na adoção de tecnologias digitais na agricultura”, uma parceria entre a Universidade Federal do Rio Grande do Sul e a Universidade de Illinois nos Estados Unidos. O estudo tem como desafio indicar quais os canais de comunicação mais eficientes para adoção de novas tecnologias no campo e é dividido em duas fases, trazendo uma visão do Brasil e outra dos Estados Unidos, uma pesquisa que converge diretamente com o Índice de Digitalização e Tecnologia. “Certamente esse projeto vai trazer muitos resultados importantes e vai fomentar muitas outras pesquisas no Brasil e no mundo também”, considerou Joana.

O evento, que foi retransmitido pelo Canal Notícias Agrícolas, está disponível no canal Projeto Aquarius UFSM no YouTube, confira: https://www.youtube.com/watch?v=ReH24HpOJ3E

Aproveite também e descubra agora mesmo o seu IDT: https://idt.projetoaquarius.agr.br/

Projeto Aquarius

Fonte:
Projeto Aquarius

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário