Publicidade

Novos mapas do NOAA mostram agosto mais quente e seco no Meio-Oeste americano

Publicado em 02/08/2021 16:04 e atualizado em 02/08/2021 16:41 4751 exibições

Logotipo Notícias Agrícolas

Apesar das recentes correções dos preços dos grãos na Bolsa de Chicago, o clima continua sendo questão central e preocupação não só para os traders, mas para os produtores norte-americanos em diversas partes do país. Novos mapas do NOAA atualizados no dia 31 de julho para todo mês de agosto sinalizam que o mês deve ser de temperaturas acima da média em boa parte dos estados mais a oeste e de chuvas abaixo em regiões importantes. 

Em comparação com as últimas previsões mensais, de 15 de julho, é possível observar, como apontou a especialista internacional em commodities, Karen Braun, é possível perceber que "a mudança mais significativa para o Corn Belt é que a polarização da seca do norte dos EUA mudou para o leste, em regiões como Minnesota e Noroeste de Iowa". 

Nos dois primeiros mapas, a previsão deste último sábado (31) para agosto e, nos dois sequentes, os mapas divulgados no último dia 15. 

Temps 3107
Temps 3107
Chuvas 3107
Mapas divulgados em 31 de julho - NOAA

Temps 1507

Chuvas 1507
Mapas divulgados em 15 de julho - NOAA

As condições seguem preocupantes, principalmente para a soja começando o mês de agosto, o mais importante para a cultura nos EUA. E por isso que o mercado já espera que no novo boletim semanal de acompanhamento de safras que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) a ser reportado nesta segunda-feira (2) venha reportada uma nova correção para baixo no índices de lavouras em bom ou excelente estado não só na soja, mas também no milho e no trigo, este último com apenas 9% dos campos em boas/exclentes condições. 

No último final de semana, de acordo com informações do Commodity Weather Group, as chuvas até mostraram abragência mais ampla, alcançando cerca de 35% das áreas de soja e milho no Meio-Oeste americano. No entanto, pontos importantes de produção e que precisam de umidade ainda não foram beneficiados, como a Dakota do Norte e boa parte de Minnesota. 

EUA 72h

No entanto, as precipitações voltam a se mostrar limitadas nos próximos cinco dias, ainda segundo o CWG, e reduzir essa abrangência para apenas 15%. Ou seja, como vinham sinalizando os especialistas, o alívio é apenas momentâneo e as condições esperadas para este mês não são das melhores para as lavouras americanas. 

"Há um notável stress focado sobre cerca de 20% do Meio-Oeste, nas áreas de soja e milho, mas o déficit de umidade se expande por mais regiões com o padrão seco esperado para esta semana", informa o boletim diário do Commodity Weather Group desta segunda-feira. "Pelo menos metade do Corn Belt precisaria de chuvas melhores nos próximos seis a dez dias para limitar os impactos do stress hídrico". 

No entanto, os mapas abaixo mostram tempo ainda seco e quente neste período - 7 a 11 de agosto - sinalizam boa parte das regiões com volumes abaixo da média (em marrom), e apenas chuvas acima da média em áreas muito pontuais (em verde) entre Iowa e Illinois. 

E no mesmo período, as temperaturas deverão se mostrar acima da média em praticamente todo o país. 

Mapas CWG

ESTADO A ESTADO

Publicidade

E assim, por mais uma temporada, a safra norte-americana de soja e milho mostram, até agora, condições bastante irregulares. Karen Braun disponibilizou em suas redes sociais algumas fotos que mostram condições diferentes de soja e milho em um mesmo estado. Em alguns pontos falta umidade, enquanto em outros, sobra e as plantas também sentem. 

Illnois - Para o sudeste de Illinois as condições de clima são - e têm sido - favoráveis - permitindo que as plantas de soja se mostrem, inclusive, mais cheias do que no ano passado, e as espigas de milho apresentam bom padrão. "Produtividades boas ou perto do recorde podem aparecer no radar dos produtores". 

No Oeste do estado, boas condições de umidade, os campos se desenvolvendo bem e expectativas de bons rendimentos na soja e no milho. 

IllinoisIllinois 2Illinois 3Illinois 4Ilinois 5Illinois 6

Nebraska e Minnesota - "Muitas vagens para a soja do Nebraska e de Minnesota", relata Karen, que cita ainda os bons volumes de chuvas registrados no primeiro estado na semana passada. "Já em Minnesota, a situação da umidade é mais crítica". 

NE e MNNE e MN 2NE e MN 3Nebraska 2Minnesota

Os campos de soja de Minnesota são ao sul e centro, Nebraska no nordeste do estado

Da mesma forma, são esperadas boas produtividades para o milho de ambos os estados. No entanto, a saúde de alguns campos do cereal em Minnesota podem sentir um pouco mais devido às chuvas muito fracas da última semana. E no Nebraska, ainda segundo as condições observadas pela especialista, as lav lavouras ainda precisariam de mais duas semanas de precipitações. 

Iowa - "A soja está resistindo bem no leste de Iowa mesmo com apenas chuvas leves", diz. Na semana, pouca água chegou ao estado e as lavouras tanto da oleaginosa quanto de milho precisam de mais volumes. "O potencial ainda é forte na região, mas pode sentir caso essa nova semana ainda sofra com a falta de chuvas", complementa. 

Dakota do Sul - Na Dakota do Sul, as chuvas foram bastante benéficas nas últimas semanas e mudou o sentimento dos produtores locais sobre sua produtiviade. "Há vagens com quatro grãos de soja no estado", diz Karen Braun. No entanto, em áreas de milho é possível registrar que grandes rachaduras estão se abrindo no solo em função da seca. 

SDSD 2SD 3

Ohio - Em Ohio, a soja também se desenvolve de forma satisfatória, salvo algumas áreas onde o excesso de chuvas na semana passada prejudicaram alguns campos. "E essa soja não se recuperou tão bem quanto os produtores esperavam. O milho no estado recebeu o suficiente de chuvas para um bom desenvolvimento e as expectativas são de boas produtividades. 

OhioOhio 2

Tags:

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário