Publicidade

Dália inicia processo de auditoria para renovação de Certificação Halal

Publicado em 03/08/2021 08:16 31 exibições

Em agosto do ano passado, a unidade frigorífica de frangos da Cooperativa Dália Alimentos conquistou a Certificação Halal, que concede à planta aptidão para exportar produto de origem avícola a países de ascendência muçulmana. Um ano depois, o Comitê Halal Dália Alimentos, constituído por funcionários da cooperativa, se prepara para a renovação do documento, cuja auditoria ocorrerá em 11 de agosto e de forma online devido à pandemia.

Antes disso, no dia 22 de julho, todos os integrantes do Comitê Halal participaram de uma reunião para debater os conceitos desta modalidade de abate e verificar quais as ações e documentações necessárias para a auditoria. A reunião foi conduzida pelo supervisor Halal, Said El Moutaqi e pela supervisora da Qualidade, Simone Wollmuth, que revisaram conceitos, princípios, requisitos e pontos críticos de controle do abate Halal e a responsabilidades de cada integrante do comitê para que o processo ocorra de forma correta.

A renovação do certificado Halal, requisito para a exportação a cerca de 200 países, ocorre em qualquer indústria anualmente e de forma padrão. Em 10 de agosto de 2020 a Dália Alimentos obteve o primeiro certificado, após somente seis meses de atividades do frigorífico, o qual foi emitido pela CDIAL HALAL, filial do Grupo CDIAL, empresa referência global em Certificação Halal.

Os muçulmanos só podem se alimentar de alimentos Halal, os quais estão definidos no Alcorão. Trata-se de produtos julgados consumíveis pelos muçulmanos e pela jurisprudência islâmica. O termo significa “permitido” e, por isso, esse alimento é produzido sob a supervisão da Lei Islâmica Shariah.

Nos últimos 12 meses, o frango Dália foi exportado à África do Sul e aos Emirados Árabes. A prospecção futura é chegar a demais mercados, como China, Cuba, Egito, Equador, Irã, Japão, México, Peru, República Dominicana, Arábia Saudita, Singapura e Coreia do Sul.

Publicidade

Integram o Comitê Halal o gerente da Divisão Frango de Corte, Eduardo Koefender; a gerente da Divisão Controle de Qualidade, Ivane Giacobbo; a supervisora de Qualidade, Simone Wollmuth; o encarregado de Compras, Júlio Cesar Moretto; o encarregado de Almoxarifado, Marcelo Dente; o supervisor de Manutenção, William Tuchtenhagen; o supervisor de Produção, Leandro Staggemeier; o encarregado de Recebimento, Silvano Pires; o encarregado de Sangria e Depenagem, João Batista Maurente e o supervisor Halal, Said El Moutaqi.

Atualmente a planta frigorífica de frangos localizada em Palmas, na cidade de Arroio do Meio, conta com 447 funcionários e abate 35 mil aves por dia. O volume, que antes era de 55 mil cabeças, precisou ser reduzido a partir de 12 de julho de 2021 devido à atual situação econômica e de mercado. “Possuímos uma visão clara de como está o segmento no momento e a redução é paliativa, podendo ser ajustada conforme o mercado se movimentar. Cabe ressaltar que a Dália Alimentos possui 100% do seu abate de frangos realizado no formato Halal, beneficiando também a população do mercado interno, que segue a tradição muçulmana”, coloca Koefender.

Outro fator lembrado pelo gerente é que toda cadeia produtiva agora é Dália Alimentos, desde o matrizeiro, que estará em franca e total operação em agosto, passando pelo incubatório, responsável pela incubação de ovos férteis e que gerará os pintinhos necessários para abastecer os oito condomínios destinados à criação das aves para o abate.

 

Fonte:
Dália Alimentos

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário