Reuters: produção de carne na China no 1º tri salta 32% para o maior número em dois anos

Publicado em 16/04/2021 08:17 153 exibições

LOGO REUTERS

A produção de carne suína da China no primeiro trimestre aumentou 31,9% em relação ao ano anterior, para 13,69 milhões de toneladas, segundo dados divulgados na sexta-feira (16), o maior volume trimestral em dois anos.

Leia Mais:

+ Rabobank: PSA continua 'bagunçando' o cenário da suinocultura chinesa

O aumento ocorre após enormes investimentos na reconstrução do rebanho de suínos da China desde que a doença mortal da peste suína africana devastou fazendas em 2018 e 2019.

O rebanho de suínos da China aumentou para 415,95 milhões de cabeças no final de março, um aumento de 29,5% no ano, e acima dos 406,5 milhões no final de dezembro, disse o National Bureau of Statistics.

“O fundamental é que há mais porcos no rebanho”, disse Pan Chenjun, analista sênior do Rabobank.

Uma onda severa de doenças durante o inverno contribuiu para a produção de suínos, já que muitas fazendas, preocupadas com o aumento do risco de infecção, enviaram os porcos para o abate mais cedo.

Os pesos médios dos suínos abatidos eram menores do que há um ano, disse Pan, indicando a liquidação pelos fazendeiros e um dos principais motivos para o aumento da produção.

Grandes produtores, incluindo New Hope Liuhe, Jiangxi Zhengbang e Tech-bank Food Co Ltd, disseram que abateram porcas ineficientes durante o trimestre, que totalizaram pelo menos várias centenas de milhares de porcos, aumentando a produção de carne.

Os preços da carne suína PORK-CN-TOT-D despencaram mais de 40% desde o início do ano, um indicativo do grande volume de abates, mas começaram a se recuperar nesta semana.

Isso sugere que a oferta provavelmente ainda não voltou ao normal, disse Darin Friedrichs, analista sênior de commodities asiáticas do StoneX Group.

“Nas últimas duas semanas, os preços do suíno vivo caíram 15% e se recuperaram 15%. Isso não dá a impressão de um retorno ordenado do fornecimento ”, disse ele.

A produção no trimestre atingiu o maior nível desde o primeiro trimestre de 2019, quando a China produziu 14,6 milhões de toneladas de carne suína, segundo cálculos da Reuters. Foi um pouco maior do que as 13 milhões de toneladas no quarto trimestre de 2020.

As importações de carne da China nos primeiros três meses de 2021 chegaram a 2,63 milhões de toneladas, um aumento de 20,8% em relação ao mesmo período do ano passado, mostraram dados alfandegários na terça-feira.

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário