Custo de produção de suínos tem nova escalada em fevereiro, segundo Embrapa

Publicado em 16/03/2021 09:21 204 exibições
Em fevereiro de 2020, alimentação dos suínos representava 78,06% dos investimentos na granja; agora, nutrição subiu para 82,16% dos gastos

LOGO nalogo

A Embrapa Suínos e Aves divulgou o Índice de Custos de Produção de Suínos (ICPSuíno) referente a fevereiro, e os dados mostraram aumento para os inventimentos na atividade pelo segundo mês consecutivo, principalmente com a nutrição dos animais. De acordo com o levantamento, em relação a janeiro, houve alta de 3,74% no ICP/Suíno. O avanço é intenso, considerando que em janeiro, no comparativo com dezembro/20, o índice havia subido 1,10%.

custos de produção suínos embrapa fevereiro 2021

O principal quesito que pesa nas contas do suinocultor, a nutrição dos animais, aumentou 2,91% em fevereiro frente à janeiro. No acumulado dos últimos 12 meses, houve um avanço de 43,29%. Atualmente, a alimentação dos suínos representa 82,16% do total investido na atividade. Desde janeiro, o custo com a alimentação dos suínos aumentou 4,53%. 

A título de comparação, em fevereiro de 2020, a nutrição dos animais representava 78,06% do total de investimentos nas granjas, e o aumento neste quesito em 12 meses (entre fevereiro/19 e fevereiro/20) era de 10,76%.

Santa Catarina, o Estado que lidera a produção de suínos no Brasil, os custos, de forma geral, subiram 3,77% em fevereiro em relação à janeiro, atingindo R$ 6,88/kg. No que diz respeito à alimentação dos suínos, o avanço foi de 3,4%, chegando a R$ 5,65/kg. 

Ao estender a comparação entre fevereiro deste ano com fevereiro de 2020, o aumento dos custos de produção na suinocultura em Santa Catarina foi de 59,25%.

Leia Mais:

+ Com milho caro e falta de resposta do MAPA sobre medidas de apoio, granjeiros buscam alternativas para reduzir custos

 

Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário