Ibrafe: Lojas começam a diversificar o consumo de feijão

Publicado em 04/05/2021 09:14 104 exibições

Mais do que nunca se tem falado em antecipação da tecnologia. Há quem defenda que o que o país ou o mundo levaria cinco ou dez anos para mudar está mudando em um ano de pandemia. Quem acompanha de perto o setor de Feijão em algum momento se perguntou se o Feijão poderia evoluir para ser reconhecido como um alimento diferenciado.

Pode ser que demore um pouco mais para que aconteça no mercado uma popularização de lojas que só vendem Feijão, mas a primeira que chegou ao nosso conhecimento já funciona em São Paulo. Em bairro nobre de São Paulo, a Daquió (https://daquio.com.br) está  fornecendo aos seus clientes diferentes receitas tradicionais de Feijão. Tem até mesmo o Feijão para o bebê. A rede de fast-food Giraffas está colhendo bons resultados porque acreditou no Feijão com Arroz quando a maioria apostava no trash food. Já tem mais de 400 lojas pelo Brasil e segue sendo conhecida por servir o prato básico nacional como carro chefe.

O que mais tem surpreendido? A pesquisa vem evoluindo muito rápido também. As novas cultivares de Feijões como Vermelho, Rajado, Caupis e Mungo têm tido um novo impulso nos últimos  dois anos. Pesquisadores têm trabalhado com afinco e os resultados já começam a acontecer. Isso mostra que não há mais como negar a possibilidade de guinadas importantes também no consumo. Ações planejadas  poderão antecipar as previsões de aumento de consumo. A tendência é a cada dia antecipar o futuro.

Fonte:
Ibrafe

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário