Chance de neve aumentou no Brasil, informa a Climatempo; Onda de frio vai se acentuar na madrugada de terça

Publicado em 26/06/2021 18:15 4719 exibições
Inmet alerta para continuidade das chuvas no Sul e baixa umidade no centro do país neste domingo; chuvas podem vir acompanhadas de queda de granizo

A possibilidade de nevar é maior, confirma a Climatempo, e, desta vez, pode nevar até fora da Serra. O fenômeno vai ocorrer entre a noite de segunda-feira, 28 de junho, e a madrugada de terça, 29 de junho. A chance de neve é maior nas serras do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, no Planalto Catarinense e na Campanha Gaúcha. 

Neste período, pode ocorrer também algum outro tipo de precipitação de inverno em regiões entre o norte do Rio Grande do Sul, Campos Novos, em Santa Catarina e o sul do Paraná. Confira o mapa:

mapa-neve

O mês de junho vai terminar com o avanço de uma intensa massa de ar frio de origem polar sobre o Brasil. Os últimos dias do mês serão marcados por temperaturas muito baixas no Sul do país, em muitas áreas do Sudeste, Centro-Oeste e até em áreas do Acre, Amazonas e Rondônia.  Há risco de geada em amplas regiões e há chance de neve também na Região Sul.

Uma nova frente fria associada a uma forte massa de ar frio, de origem polar, avança sobre o Sul do Brasil durante este fim de semana e, juntamente com a formação e intensificação de um ciclone extratropical no oceano, ao largo da costa do Uruguai, favorece a entrada de ar muito frio que provoca uma brusca queda de temperatura em toda a Região já a partir de domingo (27).

A combinação de frio intenso com a umidade elevada possibilitam a ocorrência de neve e precipitação invernal (como por exemplo chuva congelada) na região da Campanha Gaúcha, na serra e planalto do RS e de SC e no sudeste do PR nos dias 28 e 29 de junho.

O ar gelado que avança sobre o Sul também motivará a ocorrência de geada em muitas áreas do interior do RS, de SC e do PR na segunda-feira e geada ampla (inclusive nas capitais Curitiba e Porto Alegre), podendo ser moderada a forte em quase todo o Sul na quarta-feira, dia 30/06.

Na quinta-feira (01/07) o frio já não será tão intenso, ainda assim as condições ainda são propícias para geada em grande parte da Região Sul. As temperaturas mínimas podem cair abaixo de zero nas cidades serranas e de planalto.

Entenda sobre a neve e outras precipitações de inverno

As temperaturas vão ficar abaixo dos 0°C nestas regiões citadas acima, mas não é só o frio que faz nevar. Além de temperaturas muito baixas, a atmosfera precisa estar bastante úmida. Afinal, a neve é precipitação. Isto é, a neve cai de uma nuvem e, para formar nuvens, é preciso ter bastante umidade. 

Conheça os tipos:

62b2b1813b92d3c1fb8ffe64c059bd1d.jpg

Clique aqui e entenda mais sobre como a neve se forma

Inmet alerta para chuvas no Sul e baixa umidade no centro do país neste final de semana

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) publicou neste sábado (26) alertas para a grande quantidade de chuvas na Região Sul e para a baixa umidade na região central do Brasil, do Centro-Oeste até o Nordeste.ebc.png?id=1413893&o=nodeebc.gif?id=1413893&o=node

Para a Região Sul, o alerta foi de perigo diante das tempestades e fortes chuvas. A possibilidade abrange todo o estado do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina e o sudoeste do Paraná. De acordo com a previsão do Inmet, as chuvas podem chegar 60 milímetros por hora ou 100 milímetros por dia, além de ventos intensos que devem variar entre 60 e 100 quilômetros por hora, com risco de queda de granizo.

A Climatempo, por sua vez, diz que todo o estado terá um domingo muito frio por influência do vento do vento de origem polar e o ciclone extratropical favorece a ocorrência de rajadas de vento no estado (entre 40 e 60 km/h).

No domingo (27), o sistema de baixa pressão atua no oceano Atlântico como um ciclone extratropical e áreas de instabilidade ainda atuam sobre grande parte do RS. Apenas na fronteira gaúcha com o Uruguai, não há mais condições de chuva.

Na Região Metropolitana, nos Vales, na Serra e no norte do estado, o tempo fica chuvoso. A chuva é constante, tem forte intensidade em alguns momentos e pode acumular volumes elevados até o fim do dia. Nas demais áreas, há condições de chuva forte entre a madrugada e a manhã. A partir da tarde a chuva diminui.

Brasil Central continua debaixo de grande massa de ar seco

Já o clima seco deve continuar atingindo a área que cobre o nordeste do Mato Grosso do Sul, o noroeste de São Paulo, o sudeste de Mato Grosso, todo o estado de Goiás, a metade sul do Tocantins, o oeste da Bahia e o Sul do Piauí, chegando a algumas cidades do agreste pernambucano. Segundo o instituto, o índice deve variar entre 30% e 20% ao longo deste sábado.

Ainda conforme o Inmet, esse tipo de índice de baixa umidade é classificado como perigo potencial. Por isso, a orientação é beber muito líquido, evitar atividades físicas em horas mais secas e procurar não se expor ao sol durante as horas mais quentes do dia.

Fonte:
Climatempo/Inmet

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário