Atualização do NOAA indica chuva para o Sul do BR a partir do dia 9; BR Central seca de novo

Publicado em 02/04/2021 11:00 e atualizado em 04/04/2021 19:13 9482 exibições
Maiores precipitações são esperadas para o Rio Grande do Sul; atenção para MS que permanece com tempo seco

LOGO nalogo

Segundo as previsões da Administração Oceânica e Atmosférica (NOAA) indicam o retorno das chuvas para o Sul do Brasil a partir do dia 9. Também a partir deste dia, o NOAA prevê um novo corte das chuvas no Brasil Central. 

A rodada do modelo GFS, aponta que até o dia 9, as chuvas seguem previstas no Brasil Central. Com o plantio de milho de forma tardia nesse ano, os produtores precisam de umidade para garantir o bom desenvolvimento da safra. As chuvas, no entanto, nessa época do ano já não acontecem mais de forma generalizada, e chegam com irregulares em toda área. 

Em relação aos volumes, o modelo norte-americano indica as maiores precipitações em Goiás, entre 80mm e 90mm. Também há condição de chuvas para áreas de Minas Gerais, Mato Grosso e destaque para Maranhão e Piauí que seguem com os maiores volumes previstos. 

A partir do dia 9 a tendência é de mudança nas condições do tempo. O NOAA mostra o retorno de chuvas significativas para o Sul, sobretudo no Rio Grande do Sul, onde as precipitações podem ficar entre 90mm e 100mm  entre o dia 9 e 17 de abril. 

Para Santa Catarina e Paraná, as chuvas chegam com menos intensidade, com precipitação entre 40mm e 60mm. No Paraná, a umidade não deve chegar para todas áreas, sendo o centro-sul do estado o mais beneficiado pelo regime de chuvas.  As previsões também chamam atenção para a permanência de tempo seco no Mato Grosso do Sul. Nos próximos sete dias, o modelo sinaliza alguma chuva irregular no estado, mas mostra condição de tempo seco a partir do dia 9. 

Veja o mapa de previsão estendida para todo Brasil: 

NOAA - 0104

Tempo seco e temperaturas amenas marcam a primeira semana de abril no RS​

A primeira semana de abril terá tempo seco e temperaturas amenas na maior parte do Rio Grande do Sul, de acordo com o Boletim Integrado Agrometeorológico nº 13/2021, divulgado pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR), em parceria com a Emater-RS e o Irga.

Na quinta (1º) e sexta-feira (2), a presença de uma massa de ar seco manterá o tempo firme e as temperaturas amenas na maior parte do Estado, apenas nas áreas mais próximas ao Litoral, a circulação de umidade do mar para o continente provocará maior variação de nuvens, com possibilidade de chuvas fracas e isoladas. No sábado (3) e domingo (4), o ar seco seguirá predominando e ligeira elevação das temperaturas durante o dia.

Na segunda (5), o deslocamento de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis deverá provocar pancadas de chuva na maioria das regiões, com possibilidade de temporais isolados nas Missões e Alto Uruguai. Na terça-feira (6), o tempo seco predominará na maior parte das regiões, somente nas faixas Norte e Nordeste ainda ocorrerá grande variação de nuvens, com chance de chuvas isoladas. Na quarta-feira (7), o ingresso de ar tempo seco manterá o tempo firme em todo RS.

Os totais de chuva esperados deverão ser inferiores a 10 mm na maioria das áreas. Somente nas Missões, Alto Uruguai e no Litoral Sul, os volumes poderão alcançar 20 mm e superarão 40 mm em alguns municípios do Noroeste.

O boletim também avalia as condições atuais das culturas de soja, milho, bovinos de corte, peixe e arroz. O documento completo pode ser consultado em www.agricultura.rs.gov.br/agrometeorologia.

Semana será de mudanças no tempo no Sudeste (Climatempo)

Entre a terça e a quarta-feira desta semana, dias 6 e 7 de abril, a formação de uma área de baixa pressão atmosférica sobre o Sudeste do Brasil volta a favorecer a formação de instabilidades sobre a Região.

Esse sistema de se estende até níveis médios da atmosfera e favorece a intensificação das instabilidades. Além disso, o sistema colabora para a entrada de umidade aos estados do Sudeste, colaborando para a ocorrência de chuva.

Entre os dias 6 e 7 de abril, o tempo muda e há previsão de temporais e fortes rajadas de vento, principalmente no norte de São Paulo e extremo sul paulista (inclusive capital), Triângulo Mineiro e sul de Minas. Na quarta-feira (7), a chuva mais intensa é prevista para o centro-oeste mineiro, leste de São Paulo e do Rio De Janeiro e na costa do Espírito Santo, inclusive nas capitais Rio de Janeiro, São Paulo e Vitória.

Centro-sul do Brasil deve se preparar para frio nos próximos dias

Ao longo desta semana, as regiões Sul e Sudeste do Brasil terão temperaturas relativamente amenas, principalmente por causa da entrada de umidade e pela atuação de um sistema de alta pressão atmosférica. 

No entanto, no fim de semana, a aproximação de uma nova frente fria deve deixar as duas regiões em situação pré-frontal, o que provocará um aumento significativo no calor. Tanto no Sul quanto no Sudeste, as maiores temperaturas da semana devem ser registradas entre sábado e domingo, dias 10 e 11 de abril.

A projeção dos modelos meteorológicos indica que a frente fria deve avançar pela costa do Sul do Brasil no início da semana que vem. Com a passagem do sistema, a previsão é de chuva e de queda expressiva nas temperaturas no centro-sul do Brasil, especialmente entre os dias 13 e 14. Essa mudança será observada nos três estados da Região Sul, em São Paulo e até em parte de Mato Grosso do Sul.

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário