Publicidade

Volume exportado de carne bovina pode atingir 160 mil toneladas até o final de julho/21, aponta analista

Publicado em 19/07/2021 16:14 e atualizado em 19/07/2021 16:46 429 exibições

Logotipo Notícias Agrícolas

Nesta segunda-feira (19), a Secretaria de Comércio Exterior (Camex) reportou que o volume exportado de carne bovina fresca, refrigerada ou congelada atingiu 89,2 mil toneladas na terceira semana de julho/21. A média diária ficou em 7,4 mil toneladas, isso representa um avanço de 1,04% frente a média do total exportado em julho do ano passado, que ficou em 7,3 mil toneladas. 

De acordo com o Analista da Safras & Mercados, Fernando Henrique Iglesias, as exportações tiveram mais uma semana de bom desempenho para as exportações. “Mais uma vez precisamos atribuir à China esse movimento, que aparentemente segue comprando muito bem carne bovina do Brasil”, comentou. 

Publicidade

Com o bom desempenho das exportações, a expectativa é que o volume embarcado chegue a 160 mil toneladas até o final deste mês. “No mesmo período do ano passado, as exportações atingiram 169,2 mil toneladas e devemos seguir com esse desempenho neste ano”, afirmou.

Os preços médios no acumulado na terceira semana de julho ficaram próximos de US$ 5.392,1 mil por tonelada, na qual teve uma alta de 32,11% frente aos dados divulgados em julho de 2020, que registraram o valor médio de US$ 4.081,5 mil por tonelada. 

O valor negociado para o produto foi de US$ 481,178 milhões na terceira semana de julho deste ano, tendo em vista que o preço comercializado durante o mês de julho do ano anterior foi de US$ 690,855 milhões. A média diária ficou em US$ 40,098 milhões e registrou uma valorização de  33,49%, frente ao observado no mês de julho do ano passado, que ficou em US$ 30.038 milhões.

Por:
Andressa Simão
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário