Boi Gordo, por Scot Consultoria: Mercado frouxo nas praças paulistas

Publicado em 05/05/2021 17:03 293 exibições

Guilherme Ibelli

Zootecnista

Scot Consultoria

Os compradores abriram o dia oferecendo menos para as três categorias de bovinos destinadas ao abate.

Para o boi gordo e a vaca gorda, a referência caiu R$2,00/@ na comparação feita dia a dia, negociados respectivamente em R$308,00/@ e R$288,00/@, preços brutos e a prazo.

A cotação da novilha gorda caiu R$1,00/@ no comparativo diário, apregoada em R$302,00/@, nas mesmas condições.

Minas Gerais – Triângulo

Na região,  foi a mesma coisa, as cotações caíram para as três categorias. 

A cotação caiu R$2,00/@ para o boi e novilha gordos e estão sendo negociados em R$304,00/@ e R$296,00/@, preços brutos e a prazo, nesta ordem. A cotação da vaca gorda caiu R$1,00/@ e está apregoada em R$292,00/@, nas mesmas condições.

Mato Grosso do Sul – Três Lagoas

A arroba da vaca e novilha gordas recuou R$2,00 e estão cotadas em R$272,00/@ e R$282,00/@, respectivamente, preços brutos e a prazo. A cotação do boi gordo ficou estável na comparação diária e está apregoada em R$297,00/@, nas mesmas condições.

Exportação

Em abril, o Brasil exportou 125,47 mil toneladas de carne bovina in natura, com faturamento de US$597,98 milhões. A média diária embarcada foi de 6,27 mil toneladas e a cotação média foi de US$4,77 mil, desempenhos 7,9% e 9,0% maiores em relação a abril de 2020 (Secex).

Fonte:
Scot Consultoria

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário